O PRALÍTICO DE BET’ESDA

O PARALÍTICO DE BET’ESDA
PORÇÃO 49
Dez.017
Tema: O PARALÍTICO DE BET’ESDA
Fonte: Pergaminho de Yehoshu’ o Messias
Leitura: Y’oc.5:1-16
Depois disso havia uma festa dos yehudim; e Yehoshu’ subiu a Yehoshaléym. 2 Ora, em Yehoshaléym, próximo à porta das ovelhas,há um tanque, chamado em Hebraico Beit’Esda,o qual tem cinco alpendres.3 Nestes jazia grande multidão de enfermos, cegos, mancos e ressecados esperando o movimento da água. 4 Porquanto um anjo descia em certo tempo ao tanque, e agitava a água;então o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer enfermidade que tivesse. 5 Achava-se ali um homem que, havia trinta e oito anos, estava enfermo. 6 Yehoshu’, vendo-o deitado e sabendo que estava assim a muito tempo, perguntou-lhe: Queres ficar são? 7 Respondeu-lhe o enfermo: Senhor, não tenho ninguém que, ao ser agitada a água, me ponha no tanque; assim, enquanto eu vou, desce outro antes de mim. 8 Disse-lhe Yehoshu’: Levanta-te, toma o teu leito, e anda. 9 Imediatamente o homem ficou são; e,tomando o seu leito, começou a andar. Ora, aquele dia era um Shabat. 10 Pelo que disseram os yehudim ao que fora curado: Hoje é shabat, e não te é lícito carregar o leito. 11 Ele, porém, lhe respondeu: Aquele que me curou, esse mesmo me disse: Toma o teu leito e anda. 12 Perguntaram-lhe, pois: Quem é o homem que te disse: Toma o teu leito e anda? 13 Mas o que fora curado não sabia quem era; porque Yehoshu’ se retirara, porque havia muita gente naquele lugar. 14 Depois Yehoshu’ o encontrou no templo, e disse-lhe: Olha, já estás curado; não peques mais, para que não te suceda coisa pior.15 Retirou-se, então, o homem, e contou aos yehudim que era Yehoshu’ quem o curara. 16 Por isso os yehudim perseguiam Yehoshu’, porque fazia estas coisas no shabat.
COMENTÁRIO
O tanque em Bet’Esda era uma espécie de hospital; casa de misericórdia, onde muitos se livravam dos seus enfermos iludindo-os,dizendo que um anjo descia de ano em ano para agitar aquelas águas; muito embora, não houvesse manifestação do Todo-Poderoso até o aparecimento do profeta Y’ochanan filho do sacerdote Zekhariah.
Os ilusionistas do cristianismo para facilitar o exercício das suas artimanhas, fazem veementes anúncios de campanhas como de prosperidade financeira, curas, resoluções de problemas etc.
Enganados são os que acreditam nisto, e se habilitam para tal; passado tempos sem que nada do prometido aconteça, os vigaristas dos púlpitos insistem no ilusionismo alegando fata de fé na vítima como razão.
No texto, encontramos que, o povo da Israel eram iludidos pelos seus governantes; os tais usavam a crença do povo para livrar-se dos doentes considerados sem solução para a medicina da época, pondo-os naquele tanque.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s